Início » NOVO BISPO DA DIOCESE DE CACHOEIRO TOMA POSSE

NOVO BISPO DA DIOCESE DE CACHOEIRO TOMA POSSE

Por Redação
Dom Luiz Fernando Lisboa tomou posse na manhã do dia 20 de março

A Diocese de Cachoeiro de Itapemirim-ES já tem novo bispo atuando. Dom Luiz Fernando Lisboa tomou posse no dia 20 de março, na Catedral São Pedro, em cerimônia restrita, que contou com a participação do Arcebispo Metropolitano de Vitória, Dom Dario Campos e do bispo de São Mateus, Dom Paulo Bosi DalBó.

Após mais de dois anos de vacância, haja vista que Dom Dario foi nomeado como Arcebispo de Vitória em 7 de novembro de 2018, o Papa Francisco nomeou Dom Luiz Fernando como o 5º bispo para a Diocese de Cachoeiro de Itapemirim no último dia 11 de fevereiro. Na mesma data, o Pontífice ainda concedeu a dignidade de ‘arcebispo’ a Dom Luiz. Ele era bispo de Pemba, em Moçambique, no continente africano, e ficou bastante grato com a nova diocese que vai pastorear.

A Posse Canônica pode ser acompanhada por veículos de comunicação que transmitiram para o Brasil e para o mundo, todos os momentos da cerimônia. Pelas redes sociais, mais de 3 mil pontos estiveram ligados na transmissão.

Durante uma entrevista coletiva, Dom Luiz Fernando comentou sobre diversos temas, como o enfrentamento aos problemas humanitários, os desafios da evangelização no meio moderno, e sobre a desigualdade social. “Essa situação toda que estamos vivendo tem feito sofrer a todo mundo, é verdade, mas principalmente os mais pobres. A Igreja não pode se calar, a Igreja precisa falar. Quando os governos não aceitam defender a vida ou não defendem a vida, a Igreja deve dizer alguma coisa e nem sempre é compreendida, mas a Igreja está cumprindo seu papel. Por aqui, a Igreja tem procurado colaborar com as autoridades sanitárias, com a ciência, no sentido de acolher e aceitar aquelas que são as orientações, para que possamos ultrapassar essa pandemia”, afirmou.

Durante a Posse Canônica, um momento muito simbólico e importante foi quando, depois da entrada dos bispos e do Administrador Diocesano, Padre Walter Luiz Altoé, após leitura do documento de nomeação da Santa Sé, Dom Dario Campos passou o cajado episcopal (báculo) e pediu que Dom Luiz Fernando pudesse assentar-se na Cadeira do Bispo (Cátedra). Em seguida, foram lidas manifestações da CNBB (Regional Leste 2), da antiga diocese do bispo e de Dom Dario. Por fim, ainda nos ritos iniciais, alguns poucos fiéis presentes, deram as boas-vindas ao novo pastor.

A homilia de Dom Luiz foi carregada de emoção e gratidão. Agradeceu a Deus, ao Papa Francisco pela nomeação, aos familiares e amigos, ao Administrador Diocesano de Cachoeiro e a todos que de alguma forma fazem parte da Igreja; e se dirigiu ao povo de Deus. “O mundo está doente! O mundo precisa de cura! Pandemia, indiferença, empobrecimento forçado, abandono de vulneráveis, desemprego, subemprego, aumento das pessoas a viverem nas ruas, falta de sensibilidade com o sofrimento alheio. Há muitas cruzes que são impostas, consequências das escolhas que o ser humano faz, porém, Cristo Crucificado, escândalo para os judeus, insensatez para os pagãos, para nós é poder de Deus e sabedoria de Deus, como ouvimos de São Paulo na sua primeira Carta aos Coríntios: a cruz que Jesus oferece é a cruz do seguimento, é a cruz como caminho de libertação e de vida. É a cruz daqueles que trabalham para construir o Reino. É a cruz daqueles que trabalham para descer da cruz os crucificados de hoje. Não se chega à Luz sem passar pela cruz”, explicou.

Ainda na reflexão, o bispo Luiz Lisboa falou sobre seu lema de ordenação presbiteral e episcopal. “Enviou-me para evangelizar os pobres’, quem são os pobres de hoje? Os preferidos de Jesus devem ser os preferidos da Igreja, daqueles e daquelas que se sentem Igreja. Uma Igreja pobre e para os pobres, tem insistido o Papa Francisco. Nós os vemos nas periferias geográficas, nos centros da cidade, mas também nas periferias existenciais. Quanta angústia, tristeza, depressão, falta de esperança… Os pobres estão mais próximos do que imaginamos, podem estar até do nosso lado, dentro das nossas casas, ao lado das nossas casas… O Papa Francisco me colocou aqui como pastor deste rebanho. Desejo que todos participem deste pastoreio, cada um, cada uma fazendo a sua parte”, finalizou.

FOTOS: ANDRÉ FACHETTI

 

 

Notícias Relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Entendemos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar, se desejar. ACEITAR Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies
X